Acreditação das operadoras de saúde: entenda como o Gestor IDSS pode contribuir

Postado em 7 de julho de 2021 às 15:45
acreditação operadoras de saúde

Ser reconhecida e acreditada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar  é o objetivo de diversas operadoras de saúde. Esse processo ocorre por meio do Programa de Acreditação de Operadoras, projeto que consiste em avaliar e validar boas práticas na gestão organizacional e gestão em saúde. Mas como é realizada a acreditação das operadoras de saúde?

Vale ressaltar que a adesão ao programa é voluntária, ou seja, só participam as instituições que desejam passar por todas as etapas de avaliação. Operadoras que buscam a acreditação ficam com a responsabilidade de verificar os serviços oferecidos, de acordo com a Resolução Normativa nº 452, que passou a valer em 2020. 

É importante mencionar que apenas 78 operadoras de planos de saúde estão acreditadas e homologadas. O número é baixo e representa uma pequena quantia das empresas que atuam com saúde em todo o país. Entre as principais barreiras para conquistar o certificado, está a dificuldade em lidar com os dados e informações que precisam ser repassadas para a agência. Entretanto, ao optar por uma solução como o Gestor IDSS, essa ação pode ser otimizada. 

Quer saber mais? Então aproveite para ler o conteúdo completo e confira: 

Quais as vantagens da acreditação para operadoras de saúde?

Por mais que a acreditação seja voluntária, existem diversas vantagens em fazer parte desse processo, seja para conquistar novos beneficiários e colaboradores ou até mesmo para estar de acordo com a RN 452. A melhora na qualidade de vida dos usuários, a redução de custos e a visibilidade no mercado são alguns dos benefícios.

Afinal, ao contar com a acreditação da ANS, a instituição estará mais visível para futuros clientes, além de fazer parte de um grupo restrito de instituições que conseguiram atingir o êxito assistencial e de gestão.  Após conquistar a acreditação, fica explícito que os processos internos da operadora estão de acordo com o que é preconizado, fator que aumenta a credibilidade no mercado.

Ou seja, todos saem ganhando: a operadora por conquistar um título, os colaboradores por atuarem em uma organização conhecida e os pacientes por escolherem um plano de saúde que cumpre todas as exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Requisitos para a acreditação das operadoras de saúde

Para fazer parte do Programa de Acreditação de Operadoras, é necessário que a instituição esteja credenciada à ANS. Durante a avaliação, serão verificadas quatro dimensões, sendo elas: Gestão Organizacional, Gestão da Rede Prestadora, Gestão em Saúde e Experiência do Beneficiário.

É imprescindível que a instituição esteja regular nos programas de monitoramento da ANS e tenha se posicionado na faixa três do monitoramento da garantia de atendimento duas vezes consecutivas nos últimos 12 meses, além de ter nota no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) igual ou maior a 0,6. Confira os tipos de acreditação: 

  • nível I (ouro): validade de 3 anos – nota maior ou igual a 90, conformidade em, pelo menos, 80% dos itens e IDSS acima de 0,8;
  • nível II (prata): validade de 2 anos – nota final igual ou maior a 80 e abaixo de 90, IDSS acima de 0,6;
  • nível III (bronze): validade de 2 anos – nota final igual ou maior a 70 e abaixo de 80, IDSS acima de 0,6.

Para aderir ao programa de acreditação das operadoras de saúde, além de não possuir auditoria independente das demonstrações financeiras com parecer adverso ou com abstenção de opinião do último exercício disponível, a instituição não pode fazer parte de nenhum dos seguintes grupos: 

  • plano de recuperação assistencial; 
  • plano de adequação econômico-financeira; 
  • regime especial de direção técnica; 
  • regime especial de direção fiscal; 
  • processo de liquidação extrajudicial e intervenção fiscalizatória. 

Vale ressaltar que os parâmetros de avaliação do Programa de Acreditação de Operadoras estão de acordo com a RNº452, tornando-se um padrão para atingir a qualidade em saúde. 

Como o Gestor IDSS pode auxiliar na acreditação das operadoras de saúde?

Pensando em contribuir com o processo de acreditação das operadoras de saúde, a Blendus disponibiliza o Gestor IDSS, uma ferramenta que auxilia na melhoria das notas do índice, efetuando simulações dos resultados dos indicadores, aumentando a consistência e conformidade de informações e dando autonomia às operadoras para modificarem processos e soluções. 

Tudo isso só é possível porque a solução confere e avalia todas as informações que estão sendo enviadas para a ANS, seguindo os padrões das guias TISS. Sendo assim, ao optar pelo Gestor IDSS, a sua equipe tem o benefício de conferir o passo a passo até a nota final do índice, além de poder melhorar os quesitos até a data da verificação, sendo um diferencial para implementar estratégias de melhoria contínua. Vale ressaltar que o IDSS acima de 0,6 é um pré-requisito para essa conquista e uma nota acima de 0,8 no índice pode, inclusive, elevar o nível de acreditação.

Gostou da solução? Quer saber mais? Então aproveite para conhecer o Gestor IDSS e entre em contato com um especialista. Acompanhe também nossas publicações no LinkedIn e Instagram.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

Whatsapp