IDSS e pandemia: quais indicadores foram mais impactados pela Covid-19?

Postado em 5 de julho de 2021 às 17:03
IDSS e pandemia

A chegada da Covid-19 foi capaz de impactar diversos setores, modificando o cotidiano de muitos profissionais, de diferentes áreas. Com a adesão ao trabalho remoto, o distanciamento e os meses em quarentena, o que será que mudou na relação IDSS e pandemia?

É fato que, com os casos frequentes e o constante medo de contágio, muitas pessoas adiaram as visitas ao médico, os exames e até mesmo os cuidados com a saúde. E essas ausências e remarcações acabaram influenciando os números do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS)

Com mais de um ano de pandemia, entre os picos e quedas no número de casos e óbitos, alguns setores da saúde ainda convivem com a queda nos atendimentos e o distanciamento dos pacientes. Mas como essa distância será capaz de impactar os números de 2020?

Ficou curioso e quer saber mais sobre o IDSS e a pandemia? Então confira o conteúdo completo e veja quais indicadores foram mais impactados. 

IDSS e pandemia: indicadores mais impactados

Antes de mencionar alguns dos indicadores que podem sofrer com possíveis alterações, vale ressaltar que ainda não há nenhum relatório apontando as mudanças. As possíveis alterações levam em consideração as simulações dos indicadores do IDSS durante o ano-base 2020, no sistema Gestor IDSS.

É possível perceber que os quesitos que estão relacionados com procedimentos médicos eletivos podem sofrer forte impacto por conta da queda na demanda dos próprios beneficiários.

Neste caso, uma boa solução é optar por teleconsulta, em um modelo de atenção primária, para acompanhar a saúde dos pacientes, mantendo a segurança e o bem-estar. Essa também é uma saída para evitar a sobrecarga na rede assistencial, que está destinando todo o tempo para atender os pacientes com a Covid-19.


Importante: mesmo os atendimentos on-line precisam ser registrados nas guias do Padrão TISS para constar nos dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)! Ao encaminhar essas informações pelo Monitoramento TISS,  a operadora evita possíveis quedas em indicadores importantes. 

Indicador 1.4 – Razão de Consultas Ambulatoriais de Pediatria por Beneficiário de 0 a 4 anos

Levando em consideração os números avaliados no Gestor IDSS pela plataforma da Blendus, esse é o primeiro indicador que pode apresentar modificações por conta da pandemia causada pela Covid-19. 

Isso porque durante muito tempo, de maneira totalmente justificável, as mães ficaram com receio e medo de procurar por um especialista, no caso o pediatra. Sendo assim, muitas visitas de acompanhamento foram remarcadas ou até mesmo adiadas. 

Sem o comparecimento dos pequenos beneficiários e a procura por atendimento, o resultado tem tendência negativa para muitas operadoras de planos de saúde. Vale ressaltar que esse quesito tem peso dois na avaliação da dimensão de Qualidade em Atenção à Saúde. De acordo com a estimativa do Gestor IDSS, o impacto pode ser de nível médio.  

Indicador 1.5 – Taxa de Citopatologia Cérvico-Vaginal Oncótica (Preventivo do Câncer de Colo de Útero)

Outra área que apresenta uma queda nas buscas por consultas e atendimentos é o cuidado feminino, mais precisamente a prevenção do câncer de colo de útero. Essa ainda é uma das doenças mais letais para as brasileiras e as visitas periódicas ao médico podem ajudar na detecção de algum problema. 

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), em 2020 eram esperados mais de 16 mil novos casos de câncer de colo de útero no Brasil. O número é preocupante e essa quantidade pode ser superior, já que muitas mulheres deixaram de fazer os exames preventivos no ano passado. 

Esse quesito tem peso dois na avaliação da dimensão de Qualidade em Atenção à Saúde e, conforme a tendência aferida pelo Gestor IDSS, o impacto nesse indicador pode ser de nível médio.

Indicador 1.6 – Taxa de Exames de Hemoglobina Glicada 

Essa é outra preocupação para quem atua na área da saúde: o indicador sobre os exames de hemoglobina glicada. Esse é o procedimento mais fácil para detectar a presença da diabetes. Ao perceber que muitas pessoas deixaram de realizar o procedimento, é necessário voltar a atenção para possíveis complicações nos próximos meses. 

Isso porque a doença é capaz de impactar diversos aspectos da vida do beneficiário, contribuindo até mesmo com o surgimento de outras patologias, além de ser um fator de comorbidade para a Covid-19. 

O peso desse índice é três na composição da nota da dimensão de Qualidade em Atenção à Saúde e o Gestor IDSS prevê que o nível de impacto pode ser alto.

Indicador 1.9 – Razão de Consultas Médicas Ambulatoriais com Generalista/Especialista para Idosos (Cuidado Integral do Idoso)

No que diz respeito ao cuidado do idoso com a saúde, os números podem ser ainda mais preocupantes. Por ser um dos grupos mais afetados pela Covid-19, muitos deixaram de buscar acompanhamento desde março de 2020.

E esse fator pode impactar significativamente o resultado de muitas operadoras de saúde no IDSS. A baixa procura pelas consultas com generalistas para idosos também foi acompanhada pela queda na procura por especialistas, trazendo a diminuição tanto no numerador quanto no denominador utilizados como métricas para este indicador. 

Nesta situação, a tendência de queda nas pontuações deste indicador pode ser baixa ou até mesmo média, caso a procura por especialistas tenha sido maior que as consultas com generalistas para idosos.

Indicador 2.2 – Razão de Consultas Médicas Ambulatoriais com Generalista Idosos (Médico de Referência do Idoso)

De todos os indicadores avaliados, esse  foi o mais impactado, de acordo com as tendências na simulação dos números do ano-base 2020. Isso porque esse já é um quesito difícil de ser alcançado, e se torna ainda mais desafiador em tempos de pandemia.

Conseguir manter a frequência e a presença dos idosos em pelo menos 2 consultas por ano com o médico de referência foi um desafio para todas as operadoras de planos de saúde, tornando-se quase inalcançável em 2020.

Para atingir uma boa nota nesse quesito, é imprescindível contar com um modelo de assistência virtual focado em atenção primária. O peso desse indicador na avaliação é dois na dimensão de Garantia de Acesso, resultando em um possível impacto muito alto na pontuação.

Deseja conferir uma prévia do IDSS da sua operadora? Então aproveite para entrar em contato com a nossa equipe e garanta hoje mesmo o Gestor IDSS! Estamos aqui para te ajudar. 

E se você gostou desse conteúdo, comente! Conte sobre quais temas você gostaria de ler aqui no Blog da Blendus!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

Whatsapp